Friday, August 05, 2005

o nosso mais belo dever
é imaginar que há um labirinto
e um fio.
nunca daremos com o fio;
talvez o encontremos e o percamos
num acto de fé,
num ritmo, no sono,
nas palavras que se chamam filosofia
ou na mera e simples felicidade.
(jorge luis borges)



. photo by cindy sherman

11 Comments:

Blogger jose said...

bonitas palavras. como sempre.
E a foto, que maravilha! :)

11:25 pm  
Blogger M. said...

Questiono-me...
na ausência do fio (de Ariadne) resta-nos o labirinto... e alguma vez chegaremos ao seu centro que não é senão o sentido e a razão de ser do mesmo?

12:51 am  
Blogger Nuno said...

Não há nada melhor no mundo do que mergulhar nas sábias palavras de Borges. Ele ensina-nos tantas coisa.

11:06 am  
Anonymous margarida said...

A Cindy Sherman também pertence ao grupo dos really, really. :)

3:47 pm  
Blogger Mendes Ferreira said...

atenção, isto é uma reclamação, zangou-se? com o piano e com a cidade dos objectos? e com o erato?bjo.:)

4:43 pm  
Blogger Kraak/Peixinho said...

A mera e simples felicidade pode resultar se dermos com o fio. Os labirintos estão cheios de bifurcações e cruzamentos que (who knows?) nos podem conduzir a esse destino final. Com o fio, há sempre a (também) mera hipótese do retrocesso.

É bom darmos com o fio!

Bjzz labirínticos

3:15 pm  
Blogger Elvira Bill said...

Sábias as palavras de Jorge Luis Borges

6:31 pm  
Anonymous henrique doria said...

A morte chama-nos, de olhos abertos.

11:39 pm  
Blogger dueto said...

e percorrendo o "jardim dos caminhos que se bifurcam", durante o gotejar do tempo em que respiramos, encontrar e perder, num ciclo ascencional, os fios com que se cose e ata o tecido de nós; que isso ajude a preferir e seleccionar as sucessivas avenidas do labirinto...

1:15 am  
Blogger Mig-l said...

«Selvagem no coração? talvez...como LIVRE é de pensamento, de ser SER. Fora de tempo, fora de terra, é assim que talvez o «Wild at Heart» se sinta...Por entre bafos de cigarros, de cinza carregada de estórias, pensamentos, desejos. Apenas mais alguem que aínda combate Fantasmas na cidade das Almas...por enquanto.

Beijo a ti «desconhecida»

6:12 pm  
Blogger C.S.A. said...

Antes que o fio do tempo nos dite a morte, encontrar água é preciso.

1:08 pm  

Post a Comment

<< Home