Friday, October 21, 2005

viajamos porque é necessário
enfrentarmos o desamparo dos dias,

ao mesmo tempo que procuramos
um lugar para descansar
e nele ansiarmos por um regresso.
(al berto)


"until the end of the world" by wim wenders

17 Comments:

Blogger SGC said...

E eu q preciso,vivamente, de uma viagem...e, já agora, do Regresso!
Respeitos!

1:33 am  
Blogger a star was born said...

Fico feliz por não te teres ido embora definitivamente. :)

1:34 pm  
Blogger C.S.A. said...

A associação que faço entre o filme e os versos passa pela lógica e a razão (das máquinas no filme) e o gratuito, o intuitivo do ser humano, aquilo que não é controlável, aquilo que está para além de, (nos versos, mas também no comportamento, p.e. de Elsa). Parte-se para regressar. E a viagem é este espaço ou lugar entre a partida e o regresso. A viagem é (pode ser) esse lugar de aventura (no filme e no poema), de descoberta...
«E agora, o que acontece?», pergunta no final a mulher ao marido.

8:20 pm  
Blogger Mendes Ferreira said...

vou repetir-me mas agora alto:
C O R P O corpo corpo CORPO corpo!!!!!ainda bem que estás aqui. bjos.

4:22 pm  
Blogger TheBodonyArtist said...

depois de ver este post ganhei esperança em mim novamente. obrigada. estava-me a afastar demasiado. ;)

10:46 am  
Blogger Nuno said...

Por vezes apetece partir e não regressar. E, é essa a diferença entre um turista e um viajante. O turista regressa sempre, o viajante não sabe se regressará. Eu gosto de me ver como um viajante, embora tenha regressado sempre.

5:31 pm  
Blogger disparosacidentais said...

eu viajo apenas para regressar e perspectivar daí a viagem que fiz.

2:29 am  
Blogger TheBodonyArtist said...

" de essa gente que não tem consciência de ter estado num sítio até chegar a casa e ver as suas fotografias"


"Cada vez mais uma pessoa se limita a chegar a um sítio e não a viajar até esse sítio"


"viajar é sempre um movimento para algo, mas também um movimento de algo (...), poder ter a distancia para apreciar melhor o ponto de partida, ou simplesmente, ver-lo."

Wim Wenders

11:42 am  
Anonymous Anonymous said...

Viajaste porque já não aguentavas o desamparo dos dias?
David

davidantunesguimaraes@hotmail.com

1:28 am  
Blogger maresia said...

(...)

Eu só queria dançar contigo
sem corpo visível
dançar como amigo
se fosse possível
dois pares de sapatos
levantando o pó
dançar como amigo só

Por ódio passado
que seja maldito
amor favorito
não tem importância
se for é de circunstância

Separam-nos crimes
separam-nos cores
a noite é de horrores
quem disse que é lindo
o sol-posto de um dia findo

Sozinho adormeço
E em teu corpo apareço

Pisemos a pista
é bom que se insista
dancemos no mundo

(...)

sgodinho dixit

10:46 am  
Blogger Alexandre Narciso said...

Viajar é preciso!

3:46 pm  
Blogger jp said...

Os portugueses são os diletantes do pessimismo:

5:18 pm  
Blogger Mendes Ferreira said...

....só de mim....Corpo. :)

8:16 pm  
Blogger TMara said...

e já descobriste? Bom f.s Bjs e ;)

3:51 pm  
Blogger stillforty said...

A nave dos loucos..
Bom fim de semana

11:19 pm  
Blogger Kraak/Peixinho said...

Nem mais! Excelente, Corpo :) Por falar em excelente, deixa-me que te diga: o filme é excelente e a banda sonora, extraordinária! É um dos CD's que guardo e oiço com estima :)

Bjzz a viajar

6:33 pm  
Anonymous Anonymous said...

É pelo teu regresso que anseio, mas tarda em chegar.
Francisco

3:56 pm  

Post a Comment

<< Home