Wednesday, January 11, 2006

o meu peso
nas tuas mãos a-
bertas:
a paciência in-
sonora do meu desespero
(paul celan)


"il deserto rosso" by michelangelo antonioni

25 Comments:

Blogger SGC said...

Ah, a tal promessa saldada;-) (o Micjhelangelo Antonioni! )
*

12:53 am  
Blogger Mendes Ferreira said...

o teu peso nas minhas palavras....

:)
beijo.

bom dia Corpo.

10:29 am  
Blogger manhã said...

esta da Monica Vitti é espantosa! Vi o deserto há um ror de tempo, já nã me lembro,mas gosto do Antonioni.

2:18 pm  
Blogger merdinhas said...

Um "untitled" poderoso...

4:26 pm  
Blogger jose said...

marabilhosa, a foto.
eu vi apenas dois filmes do antonioni e olha, posso dizer que se tornaram ambos dos meus favoritos. particularmente o eclipse. é demasiado bom para mim só. :D

4:35 pm  
Blogger Mr_Lynch said...

"Il Deserto Rosso" é o meu filme de eleição do Michelangelo Antonioni apesar de muitos cinéfilos o achar "pouco acessível" . Monica Vitti (na foto) e Richard Harris estão assombrosos. A fotografia do filme é também digna de nota. Five stars!

8:38 pm  
Blogger macaso said...

A imagen diz tudo o que não consigo dizer...

Ao passar a minha mão na tua face, percebi que eras um sonho que em silêncio me agitavas alegrias breves, mais viciantes até do que o meu próprio desespero.

10:26 pm  
Anonymous Anonymous said...

O desespero como leitmotif.
Por aqui também.
Francisco

3:32 pm  
Blogger paopbocca said...

o meu destino nas tuas mãos...
olá corpo!

4:52 pm  
Blogger Naked Lunch said...

obrigado pela visita. muito simpático este teu cantinho. abraço.

9:53 am  
Blogger ART&TAL said...

gostei da tua sala de projecçao

e

obrigado pela visita

2:45 pm  
Blogger Mendes Ferreira said...

beijo.

4:26 pm  
Blogger C.S.A. said...

Sou pastor de imagens,
e a aridez meu alimento.
Não sei se a luz se projecta
no que vejo se o que vejo
é o que projecto.
Terrível é o real refracção prismática do vazio
em tuas mãos: não,
que é fechada a água em
que mergulho.
Nem sei se a lenha
com que nos aquecemos ou
o "vento Norte" que em mim sopra
te abrem vislumbres na boca
que no desespero em mim dança.
De cada vez o digo:
o sopro expira ou
o manto penetra?
Que sei? Que o sonho
sobe, a chama
esconde, a areia
move, a sede
agita, volve,
envolve.

1:01 am  
Blogger Mendes Ferreira said...

...pois.:)

gosto do que dizes quando não dizes...beijo.

7:32 pm  
Blogger Rita said...

A ti também te fica bem o Al Berto!

:)

Mais um filme que não vi - não vou, por isso, comentar.

11:37 pm  
Blogger C.S.A. said...

A música:
http://apor.blogspot.com/2005/08/blog-post_15.html
(... :))

6:51 am  
Blogger CPiteira said...

A ÚNICA CENA Q N GOSTO NESTE BLOG... = n tr actualizações diárias! ahhhhhh era bom... n? CorpoVisivel- 1 bj

3:26 am  
Blogger Jazz Manel said...

Tens razão o So goodnight é do Cd de 2002!...

6:16 pm  
Blogger Luís Miguel said...

A registar.. intemporalmente.
Tem um bom fim de semana.

7:36 pm  
Blogger Mendes Ferreira said...

....bom fim de semana...

.harmonioso...


com ou sem mar....
b.e.ij.o.

8:51 pm  
Blogger Kraak/Peixinho said...

Um peso como se uma estrela dissesse que este janeiro se faz passar por março e os mares da época não descobrem como despertar desta bela canção de embalar...

Bjzz impacientes

3:13 pm  
Blogger disparosacidentais said...

a aventura.
é o que me ocorre como alternativa.

6:17 pm  
Blogger loja nunes said...

alfarrabista- Loja Nunes
http://lojanunes.blogspot.com/

9:51 pm  
Blogger BloodyMary said...

O estigma silencioso que tens de carregar...

9:06 pm  
Blogger Galeria Colectiva said...

monica vitti

este filme é um dos poucos filmes europeus que gosto

o teu blog está a fazer-me uma viagem pelas coisas que já tinha esquecido

4:06 pm  

Post a Comment

<< Home