Monday, February 11, 2008

je suis d'un autre pays que le vôtre,
d'un autre quartier,
d'une autre solitude.
(léo ferré)



ralph smith by philip-lorca dicorcia

22 Comments:

Blogger corpo visível said...

.
male prostitutes in los angeles.
.
hustlers series.
.

3:24 am  
Anonymous Anonymous said...

Sim, sim. O leitmotif não é a prostituição, é a solidão.
F.

6:51 pm  
Blogger saudosista do futuro said...

palavras sábias.
____________________

de perto somos todos demasiado esquisitos.

10:04 pm  
Anonymous Anonymous said...

Poderia ser ele a dizer "eu não temo a morte, temo a solidão".
João

11:25 pm  
Blogger jguerra said...

Meu caro, venho por portas travessas que se revelaram direitas. Adorei o blog, o grafismo, as fotografias, os textos.

Parabéns. Aqui voltarei com certeza.

12:13 am  
Blogger merdinhas said...

"Inserir-se no vazio absoluto e tornar-se no não dito..."

há pouco comentaste qualquer coisa que elogiava esse vazio absoluto mas com outra expressão de que agora não me lembro...vou ver...já volto.

12:57 am  
Blogger intruso said...

solidão
de uma outra...
(porque há outras,
muitas)


drive thru ...

1:40 am  
Anonymous is said...

(drive thru me, parce que je ne suis pas)

3:16 pm  
Anonymous Anonymous said...

Esta série à primeira vista pode parecer um exercício estético, mas é de facto uma reflexão profunda.
Aqui, do outro lado do Atlântico, peço para que todas as noites chegues a casa sem danos irreparáveis.
É arriscado viver no lado duro da vida.
Francisco

9:18 pm  
Blogger merdinhas said...

...demorei a encontrar....
passo a citar-te:


.
an empty mind.
.
what else could we aspire for?
.

12:02 am  
Blogger is said...

pois diz: diz que te andas a deitar cedo!

(quase me sinto constrangida com a citação d@ merdy: a que aspirar algo mais?)

2:57 am  
Blogger is said...

(erro: há...)

2:58 am  
Blogger purita said...

haja tacos!

9:47 am  
Blogger Naked Lunch said...

an empty mind... pode ser...

11:21 am  
Blogger nuno said...

somos todos de uma solidão que não é nossa,pois não?

1:08 pm  
Blogger Mr. Lynch said...

Corpo Visível;
Mais nous habitons dans cet asile de fous: la Terre.

9:21 pm  
Blogger tolilo said...

c'est vrai!

Mon pays c'est different aiussi.

C'est une tout petite boite rose!

Chuac!

1:36 pm  
Blogger O Caso de Charles Dexter Ward said...

Esta série gera-me algum mal estar. Não suporto a solidão.

E 3ª, vais ao Circo?

12:49 am  
Blogger Kraak said...

Sim, un autre quartier où personne y habite.

Há locais onde o silêncio não atinge a solidão. Portanto, provoca-se alguma agitação para que certos ruídos aterrem nesse espaço sem som.

8:31 pm  
Blogger c said...

uma outra solidão, são pelo menos duas.

é muita solidão.

4:05 pm  
Blogger andalsness said...

perdão, quem não é?

2:43 am  
Blogger Bandida said...

moi aussi...

1:38 pm  

Post a Comment

<< Home