Monday, January 12, 2009

ele pensa que traz consigo
uma espécie de clandestinidade natural,
sem memória,
feita de inocência,
de disponibilidade sem referências.
(marguerite duras)


a clown smoking a cigarette; photo by peter hujar

20 Comments:

Blogger corpo visível said...

.
quanto mais olhamos as fotografias de hujar, mais vemos. são muito singelas e profundas. (nan goldin)
.

12:43 am  
Blogger Naked Lunch said...

parece que escolhes sempre frases que se aplicam... esta em especial... grande abraço!

12:57 pm  
Blogger O Caso de Charles Dexter Ward said...

Não parece. Ela escolhe. :)
Excelente post. Como sempre.

4:18 pm  
Anonymous Anonymous said...

“He took pictures of outsiders from an insider’s perspective. The experience of extreme alienation and private soulfulness is what Hujar seems to have shared with his subjects, and elevated in his portraits of them”. (Antony Hegarty)
João D.

4:54 pm  
Blogger Naked Lunch said...

obrigado!!!

10:48 am  
Blogger Clara Mazini said...

Casamento perfeito: texto e imagem.

Somos todos um pouco estrangeiros, imagino. E compartilho cada linha.

5:25 pm  
Blogger 605 Forte by CPiteira said...

ela?
o meu mundo é ele...
n?


e sim, excelente, como sempre!

9:55 pm  
Anonymous Anonymous said...

Não é verdade que anjos e palhaços se ajustam divinamente bem? (Henry Miller)
Devem partilhar a mesma clandestinidade natural feita de inocência.
Francisco

12:34 am  
Blogger Art&Tal said...

:)

7:23 pm  
Blogger icendul said...

as referências erguem-se em cerco ao redor da artéria aorta.

1:46 pm  
Blogger merdinhas said...

"E, no olhar, a tristeza de uma paisagem noturna"

10:26 pm  
Blogger Mr. Lynch said...

Corpo Visível;
Marguerite Duras: um ícone na literatura do século passado. Li há já algum tempo "O Amante" e nunca me esqueci deste extraordinário romance. A adaptação cinematográfica do Jean-Jacques Annaud não é má mas... o livro... é 5 estrelas.
A imagem: excelente como sempre!

9:38 pm  
Blogger Ana said...

http://soundescapes.blogspot.com/

novo projecto ;)

2:05 pm  
Blogger intruso said...

(singelas e profundas)

...

uma disponibilidade sem referências, sem reservas.

11:22 pm  
Blogger Vertigo said...

Este blog é um portento.Volta e meia passo cá para ler/ver a frase e imagem do dia.Sempre profundas,letais,com uma certa decadência deliciosa.Tem muita pinta,é esta a expressão certa ;)

Kiss

4:24 pm  
Blogger O Intelectual Distraído said...

nan goldin com toda a razão, quanto mais as olhamos, mais vemos.

As palavras sempre completam uma bela foto.

as fotos servem de inspiração,por vezes.
Boa noite!

1:28 am  
Blogger Black Angel said...

hujar e Duras
hellas!
parfait

11:30 pm  
Blogger vermelho como a estrada said...

Um dia hei-de conseguir atingir essa clandestinidade natural.

2:21 pm  
Blogger Ca:mila said...

o palhaço do circo sem futuro, um sorriso estampado a noite inteira.

2:11 am  
Blogger licopódio said...

A verdadeira clandestinidade só poderá ser natural, inevitável e sem reservas.

3:49 pm  

Post a Comment

<< Home